O verdadeiro problema do fracasso de Cyberpunk 2077

O verdadeiro problema do fracasso de Cyberpunk 2077

Posted by

Quando uma empresa oferece um produto ou serviço ao consumidor final, este terá sempre em conta alguns aspectos, sejam eles o valor, oportunidade e o que este tem a oferecer. Quando compramos um produto que não está em condições, temos por direito devolver o mesmo, e recuperar o nosso dinheiro.

É o que está a acontecer com Cyberpunk 2077!

É algo novo, que nunca tinha visto acontecer. E não me refiro aos bugs e problemas. Temos empresas bem piores e com um historial enorme de problemas em jogos. Quem não se lembra da Ubisoft quando falamos de problemas em jogos?

Neste caso falamos da CD Projekt Red, que estava nas boas graças dos jogadores e da comunidade gamer em geral, especialmente depois do seu feito com The Witcher 3.

Desde o lançamento do Cyberpunk 2077, que temos assistido a uma chuva de criticas devido a enorme quantidade de problemas, e que nem mesmos os últimas atualizações têm resolvido.

Recentemente falei de Como funciona o upgrade da nova geração do Cyberpunk 2077, e foi ao reler esse artigo, que decidi trazer uma análise olhando a tudo o que se diz, comunicados das empresas e que tem acontecido com o jogo recentemente.

Para quem está mais alheio ao que está a acontecer, Cyberpunk 2077 foi removido da PlayStation Store, devido aos problemas que o jogo apresenta na consola, e também pelos elevados pedidos de reembolso, algo que não era politica da PlayStation. Isto causou diversos problemas, desde a queda das ações da CD Projekt Red até ter de voltar a entregar o dinheiro ao lesados do jogo.

Os fundadores da empresa podem já ter perdido cerca de 1 bilhão de dólares com a queda das ações. Isto seria o suficiente para fechar muitas empresas, ou coloca-las com a corda no pescoço.

O motivo

Como falei no artigo Como funciona o upgrade da nova geração do Cyberpunk 2077, a CD Projekt Red afirmou que o upgrade da nova geração seria gratuito. Numa analise mais profunda, certamente não seria este o plano. Com certeza o objetivo seria lançar o jogo em final de geração, e mais tarde lançar o mesmo para a nova geração, a semelhança do que o Rockstar fez com o GTA V no PlayStation 3.

A história de que o upgrade seria gratuito porque ninguém deveria ser cobrada duas vezes pelo mesmo jogo, nasce no momento em que a empresa percebe que iria ter diversos problemas com o mesmo, que as criticas não seriam positivas e que as vendas poderiam não ser o esperado.

Apesar de terem recolhido no primeiro dia mais que o custo de produção, com todos os reembolsos e a saída do Cyberpunk 2077 da loja da Sony, isto pode provocar um rompo ainda maior do que o esperado.

Numa entrevista recente, foi dito que os programadores do jogo teriam alertados os executivos da empresa de que o jogo não estaria pronto e que precisaria de mais tempo. Relembrando mesmo que os executivos teriam afirmado no inicio do ano, que o jogo estava jogável e em fase final. Mas como sabemos, o jogo foi adiado várias vezes durante o ano de 2020, tendo sido apenas lançado no dia 10 de Dezembro.

O motivo é o mesmo de sempre, dinheiro!

Seria expectável que o “hype” que o jogo tinha, a pressão para o seu lançamento e especialmente a ganancia de lançar o Cyberpunk 2077 numa altura em que todos falavam do mesmo, seria uma mina de outro para os executivos. Mesmo com os seus programadores a pedirem para não o fazer, o jogo foi dado como em “estado Gold”, quando segundo a entrevista, não era verdade, e o jogo continuava com muitos problemas.

Estamos na reta final do ano, com as festividades a porta, e temos uma equipa de programadores a corrigir problemas e a lançar “hotfixes” do jogo de forma urgente, enquanto deveriam estar com as suas famílias. Vale também lembrar que toda a equipa de desenvolvimento do jogo, segundo a entrevista, trabalhou diversas horas a mais, e que ainda não havia até ao momento, um forma de recompensar por esse esforço extra.

Este pode realmente ser uma questão de ganância, de lançar um jogo antes da sua conclusão (porque o jogo não estava concluído no lançamento), de forma a aproveitar a onda (Hype). Essa ganância correu muito mal, e agora a CD Projekt Red pode estar a entrar numa onda de problemas, sendo um deles o financeiro, e talvez o mais grave, a perde quase total de confiança do consumidor na empresa. Lembrando que muitos esperavam algo diferente, dado a confiança depositada na mesma, devido ao sucesso de outros títulos anteriores.

Pedido de reembolso

Se realmente sentes que mereces ser reembolsado, a PlayStation abriu uma página apenas com esse propósito. Nesta página podes consultar todas as informações com detalhe, e mesmo iniciar um pedido de reembolso.
Isto serve apenas para quem comprou o jogo no formato digital.

Se tens o jogo em formato físico, possivelmente terás um problema grave em mãos, visto que as lojas físicas não dão reembolso a menos que exista um problema físico com a caixa ou CD.

Podes também tentar entrar em contacto com a CD Projekt Red para tentar encontrar uma solução.

Comentários

comentarios